Como a consultoria jurídica para LGPD pode ajudar a sua empresa?

Compartilhe esta publicação:
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email

A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) está vigente no país desde 15 de agosto de 2020. Sendo assim, é de extrema importância que as empresas estejam adequadas a essa legislação, pois a multa pode ir desde 2% do faturamento anual, até 50 milhões de reais. 

Pequenos e médios empresários podem ter dificuldades em implementar a LGPD devido ao grande número de artigos, detalhes e exceções que a lei implica. Por isso, o mais indicado é contar com a ajuda de uma consultoria jurídica para LGPD. 

Quer saber mais sobre como especialistas em direito digital podem ajudar o seu negócio? Confira mais detalhes nesse texto! 

Como a consultoria jurídica para LGPD pode ajudar a sua empresa?

Compreendendo a LGPD em detalhes 

Antes de começar a implantação das normas, é preciso compreender a LPGD como um todo. Dessa forma, caso você não tenha o conhecimento necessário em direito digital, é fundamental procurar uma consultoria jurídica para LGPD.

Esses profissionais vão te ajudar a entender as mudanças que a lei propõe, quais são os pontos mais relevantes para o seu negócio e quais consequências a lei pode gerar no seu caso. 

Revisão de processos 

Os profissionais também vão conferir os procedimentos de captação e processamento de dados atuais da sua empresa, além de avaliar o seu nível de segurança digital. 

Assim, você terá um direcionamento sobre quais etapas da operação podem ser mantidas com mínimas alterações e quais precisam ser totalmente modificadas para se adequarem a LGPD. 

Os especialistas em direito digital irão fazer o menor número de alterações possível e de maneira menos custosa e prejudicial para a sua empresa. 

Estipular um planejamento de transição 

Nesse momento, os profissionais já conhecem o seu sistema de processamento de dados e onde ele deve ser modificado para estar de acordo com a legislação. Sendo assim, eles irão traçar um planejamento para que seu negócio se adeque a LGPD sem que a operação seja prejudicada. 

Para isso, os profissionais irão acompanhar cada fase do planejamento, sugerindo mudanças caso algum processo não saia como o imaginado. 

Criação de novos processos 

Além de alterar processos já existentes, pode ser que sua empresa também precise criar novos procedimentos para atender as novas normas. 

Um bom exemplo é o fato da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), órgão responsável por regular o setor, pode pedir relatórios sobre o recolhimento de informações. Outro ponto importante é a criação de protocolos de gestão de crise, caso os dados sejam vazados. 

Caso você ainda não tenha traçado esses procedimentos para o seu negócio, a consultoria jurídica para LGPD pode te auxiliar. 

Estar em contato com a equipe de TI 

Em pequenas e médias empresas, é comum que a área de TI esteja separada do setor administrativo. Isso acontece porque os gestores dos departamentos não possuem conhecimento estratégico ou tecnológico para participar das atividades um dos outros. 

Os advogados conseguem fazer a ponte entre essas duas áreas, fazendo com que as estratégias de transição traçadas pelos dois setores sejam aplicadas. Além disso, também é possível melhorar a comunicação entre as equipes, tornando-a mais simples e assertiva. 

Desenvolver uma cultura de proteção de dados 

Nesse cenário, além de traçar o planejamento, também é fundamental saber como colocá-lo em prática. Por isso, é necessário fazer com que todos na empresa entendam a importância da priorização da proteção de dados. Sendo assim, essa máxima precisa fazer parte da cultura organizacional. 

Entender o quanto coletar e administrar informações pessoais é delicado e educar os funcionários para que eles adotem práticas de uso seguro da rede para evitar contaminações por ransowares e phishing são alguns exemplos. 

Fazer o monitoramento e atualização de protocolos 

Mesmo depois de toda mudança ser feita, a consultoria jurídica para LGPD continua atuando na empresa. Os advogados verificam de tempos em tempos se todas as atividades estão sendo feitas de maneira correta. Também pode oferecer suporte em casos de dúvidas ou problemas jurídicos. 

Além disso, os especialistas em direito digital ficam encarregados de avisar a empresa sobre possíveis mudanças na lei e boas práticas no tratamento de dados. Assim, ele estará garantindo que a sua empresa atue de acordo com a legislação e de maneira mais eficiente possível. 

Viu como a consultoria jurídica para LGPD pode fazer toda diferença para o seu negócio? Se estiver precisando de ajuda, procure os especialistas do Grupo R&NV.