Além de ser um documento obrigatório legalmente, o balanço patrimonial também ajuda a analisar a gestão e a situação atual da empresa. Com ele, é possível identificar sinais sobre a saúde do empreendimento e prever cenários futuros. 

Por esses e outros motivos, o balanço patrimonial é um assunto de extrema importância para os empreendedores. Porém, não é tão simples de entender o que esse termo significa e qual é a sua importância no dia a dia de uma empresa. Sendo assim, escrevemos esse texto para tirar essas e outras dúvidas sobre esse tema. Acompanhe! 

O que é balanço patrimonial?

Balanço patrimonial é o documento que mostra a situação financeira e do patrimônio de uma empresa dentro de um determinado período. Por isso, é uma das ferramentas mais importantes para que profissionais de contabilidade consigam administrar corretamente as organizações. 

Por que o documento é importante?

Sabe quando estamos vivendo um momento importante e resolvemos tirar uma foto? O balanço patrimonial funciona mais ou menos da mesma forma. Esse documento mostra a real situação da empresa dentro daquele período de tempo. Assim, é possível analisar o cenário financeiramente e aplicar as melhores estratégias. 

O balanço patrimonial aponta o valor contábil dos bens registrados no imobilizado, como carros, terrenos e máquinas. Além disso, também fornece a desvalorização desses ativos ao longo do tempo e seu saldo residual. Você também pode avaliar o preço dos fornecedores em aberto presentes na sua empresa e acompanhar os valores a serem pagos de empréstimos e financiamentos. 

Os contadores também podem analisar as informações contidas no balanço patrimonial e apresentar a evolução das finanças e do patrimônio da empresa, fazendo uma comparação entre o momento atual e o passado. 

Quais são as informações contidas no balanço patrimonial?

O balanço patrimonial é dividido em dois grupos: ativo e passivo. Dessa forma, existe uma estrutura que precisa ser seguida para compor esse documento. 

O lado esquerdo é onde fica localizado o grupo ativo, ou seja, a área em que ficam discriminados todos os bens e direitos da empresa. 

Dentro da contabilidade, os bens são caracterizados como tudo aquilo que a empresa tem em valores monetários, como saldo, contas bancárias, estoque, marcas, patentes, etc. Já os direitos são os valores que ainda não estão em posse da empresa, mas há uma previsão para que eles sejam convertidos em dinheiro. Um bom exemplo são as contas a receber. 

O grupo passivo mostra todas as obrigações da empresa, como as contas a pagar, empréstimos e financiamentos. Existe ainda um subgrupo conhecido como patrimônio líquido, ou terceira divisão do balanço patrimonial. Nele são registrados os valores depositados pelos sócios durante a constituição da empresa. 

Subdivisão circulante e não circulante 

Dentro do contexto do balanço patrimonial, ainda existe a subdivisão circulante e não circulante. Antes de entender o que esses dois termos significam, é importante estar por dentro do contexto de curto e longo prazo dentro da contabilidade. 

Tudo que tem data de vencimento dentro do mesmo exercício social ou ano-calendário é considerado como curto prazo. Já as contas com vencimento previsto para até a data de término do exercício seguinte será caracterizada como longo prazo. 

Em outras palavras, se você comprar algo no começo do ano e pagar até que ele termine, essa dívida será reconhecida como curto prazo. Porém, se você parcelar em até 60 vezes, por exemplo, a classificação será de longo prazo. 

Dessa forma, estarão no ativo circulante todos os bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro até o término do exercício. No ativo não circulante estarão contidos aqueles que serão convertidos em valores monetários a longo prazo. 

O grupo passivo também é dividido dessa maneira. Na subdivisão circulante está toda dívida que deve ser paga dentro do mesmo exercício, enquanto o não circulante aponta as dívidas de longo prazo.

Como fazer o balanço patrimonial? 

O documento é feito com a união de todos os lançamentos contábeis feitos pela empresa durante determinado período de tempo. Sendo assim, o balanço patrimonial também é o registro de todas as entradas e saídas de recursos, compras de mercadorias e bens que foram feitos dentro de um ano. 

É importante destacar que é fundamental o auxílio de um contador experiente para realizar o balanço patrimonial, pois é um documento que exige um alto nível técnico do profissional.

Toda empresa é obrigada a fazer o balanço patrimonial? 

Sim. O balanço patrimonial é uma exigência legal prevista no Artigo 1.179 do Código Civil Brasileiro de 2002. Dessa forma, toda empresa legalmente constituída deve apresentar o documento até o dia exigido pela norma, sob pena de sofrer sanções. 

A empresa que não cumprir com essa obrigação legal, além de sofrer inúmeras sanções administrativas, não poderá contar com o apoio do poder público ou participar de licitações. 

Desde 2016, as empresas que estão categorizadas dentro dos regimes tributários de lucro presumido também são obrigadas a apresentarem o balanço patrimonial pelo Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), por meio da Escrituração Contábil Digital (ECD), como era feito no lucro real. O não cumprimento dessa norma pode gerar multas para as empresas. 

Por que o balanço patrimonial é importante para a contabilidade da empresa? 

O balanço patrimonial é parte importante da contabilidade da empresa. Também é o contador o profissional responsável pela criação deste documento. É ele que possui o conhecimento necessário para interpretar os dados e mostrar onde a empresa pode chegar em diferentes cenários. 

Assim, o contador pode dar conselhos e orientações para os gestores sobre como tomar decisões mais estratégicas e reduzir possíveis danos, otimizando o crescimento da organização. 

Por isso, os serviços contábeis se transformaram em mais do que apenas guardar livros ou emitir impostos. Com a ajuda do balanço patrimonial e um contador de confiança, sua empresa terá diversos resultados positivos! 

Gostou do nosso conteúdo? Continue de olho no nosso blog para aprender mais sobre contabilidade e outros assuntos fiscais.