Em algum momento da sua vida, você irá se deparar com situações que necessitarão de uma consultoria jurídica, alguém para te auxiliar e te aconselhar conforme os direitos e as leis aplicadas.

Portanto, é importante estar atento e saber o momento ideal de adquirir o serviço prestado pela consultoria jurídica. 

Hoje, você vai compreender o que compõe uma consultoria jurídica e em quais situações esse serviço irá te ajudar.

O objetivo da consultoria jurídica

É um serviço realizado pelo profissional de advocacia, que esteja regulamentado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Em virtude de aconselhar o cliente para a resolução de problemas ou na melhora das operações de um negócio.

Portanto, a consultoria esclarece os termos que norteiam o mundo do Direito, com informações e opiniões do profissional especializado.

Quando esse serviço é indicado?

O serviço de consultoria jurídica, funciona como uma atividade preventiva, prevendo as melhores ações e atitudes perante uma situação que pode lhe causar futuros problemas ou perdas.

Por isso, é indicada no início das realizações de negócios e quando surgem dúvidas sobre legislações referentes ao ramo em que você ou sua empresa atua.

O que é preciso para se ter uma boa consultoria?

É essencial que no seu primeiro contato com o escritório ou com a agência, seja relatado as suas dúvidas, os problemas e o ramo em que você precisa da consultoria.

Bem como responder atentamente as perguntas feitas pelo atendente que intermediará você com o advogado.

Todas essas informações guiará o profissional especializado e o ajudará nos esclarecimentos precisos, em virtude de uma boa consultoria.

Quais vantagens e serviços terei ao adquirir uma consultoria jurídica?

As vantagens estão associadas nos diferentes serviços que a consultoria jurídica oferece. Entre eles estão:

·   Prevenção de riscos: Aconselhamento com o intuito de prevenir erros e ações, que ocasionam em multas, processos ou perdas financeiras.

·   Processos judiciais e administrativos: Analisar os melhores métodos para realizar essa ação judicial e a probabilidade do ganho processual.

·   Elaboração e interpretação de contratos: Elaborar o contrato que atenda às suas necessidades e explicar as cláusulas de difícil compreensão.

·   Elaboração de inventário: Descrever de forma detalhada todos os bens pertencentes a uma pessoa falecida, visando partilhá-los entre seus herdeiros.

·   Ajuda perante o problema: Se o problema estiver acontecendo, é possível receber na consultoria as formas de lidar com a situação e a resolução do problema.

A diferença entre assessoria jurídica e consultoria jurídica

Na consultoria jurídica, as ações prestadas serão apenas informações, esclarecimento de dúvidas e fatores ligados ao aspecto teórico. Dessa forma, o consultor não executa as ações necessárias. Por outro lado, ele pode orientar e também elaborar um contrato de prestação de serviço.

Na assessoria jurídica, o advogado irá exercer as ideias e ações necessárias para o problema abordado. Ou seja, o profissional irá praticar as atividades que solucionarão o seu problema.

Na assessoria jurídica, o serviço prestado pode ser a defesa ou a distribuição de um processo judicial, por exemplo.

Conforme a sua necessidade, será necessário a união desses dois serviços, a assessoria e a consultoria jurídica.

Seja como for, é importante a clareza das informações passadas, para que a situação seja avaliada e determine o serviço adequado para você.

Dessa forma sempre tenha uma consultoria jurídica para sua empresa.


Deixe uma resposta