Se você deseja empreender sem precisar de um sócio, com certeza o EI, ou simplesmente, Empreendedor Individual pode ser uma ótima opção para atingir o seu objetivo. Entenda a seguir 

O que é Empreendedor Individual?

A princípio, o Empreendedor Individual é aquele que atua com o próprio nome na atividade de sua empresa. Sendo assim, a pessoa física é o titular da mesma e qualquer patrimônio pessoal será prejudicado se houver endividamento.  

Disponibilidade

Contudo, para ser Empreendedor Individual é necessário ter no mínimo R$1.000,00 em seu caixa. Apesar disso, essa modalidade não tem limite de faturamento. 

Entretanto, o EI não está disponível para todos. De acordo com o Artigo 966 do Código Civil e 150 do Regulamento do Imposto de Renda, a prestação de serviços de profissão regulamentada não pode ser constituída como empresário individual.

Por exemplo, se a sua profissão é regulamentada como Economia, Administração ou Advocacia, abra uma EIRELI. 

Primeiros passos para ser Empreendedor Individual

Apesar disso,  um Empreendedor Individual pode escolher entre os enquadramentos a seguir: 

MEI ou Microempreendedor Individual é o modelo ideal para pequenas empresas com faturamento anual de até R$ 81 mil.

Para empresas com o faturamento maior, de até 4,8 milhões, o mais indicado é a Empresa de Pequeno Porte ou EPP.

  • Microempreendedor (ME): o faturamento pode chegar até R$ 360 mil.
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): faturamento de até R$ 4,8 milhões.

Responsabilidades

Deste modo, é imprescindível cumprir as responsabilidades e obrigações diante da lei para os optantes pelo MEI 

  • Não esqueça da contribuição mensal , por intermédio do DAS.
  • Declare o Faturamento Anual (DAS – SIMEI)
  • Fique atento ao faturamento para que ele não ultrapasse o valor anual estipulado. 

Formalização

Formalizar a empresa acontece de maneira distintas dependendo do porte da mesma

Se o empresário optar pelo MEI, deverá respeitar os seguintes passos:

  • Inicialmente, é necessário procurar a prefeitura para averiguar se é permitida a atuação da atividade na cidade.  
  • Reúna os documentos necessários e descubra quais são as normas da prefeitura local.
  • Cadastre-se no Portal do Empreendedor, pois você poderá imprimir o Certificado de Microempreendedor Individual (CCMEI), bem como o cartão deo CNPJ no site da Receita Federal. 

Rotina de trabalho

Após a concretizar a abertura de sua empresa, determine um local. Caso não houver, reflita sobre o aluguel de local. Mas, se o seu trabalho não tem essa necessidade, prepare-se para o home office.

Deste modo, criar rotina  é crucial para o dono de uma empresa. Ser proprietário de um negócio demanda maior responsabilidade em todos os sentidos, já que horários e regras ficarão por sua conta. Estipule o inicio e o fim do seu expediente para que não interfira na sua vida pessoal ou profissional.

Portanto, concentre-se em seu trabalho durante o expediente, evitando possíveis distrações. Tudo isso demanda organização e excelente gestão empresarial. Liste tarefas, traça metas e objetivos. é uma forma de não esquecer nenhum compromisso. 

Grupo R&NV